Malcolm Gladwell

Malcolm Gladwell

Colunista da revista The New Yorker, trabalhou no jornal The Washington Post, cobrindo negócios e ciência. Foi nomeado uma das 100 pessoas mais influentes pela revista Time e um dos maiores pensadores globais pela Foreign Policy.

Malcolm Gladwell é um verdadeiro escritor nato, o primeiro livro que lemos do autor aqui no blog foi Fora de série - Outliers, e ficamos simplesmente apaixonados pela forma como ele é capaz de expressar suas ideias e pensamentos através da escrita. Dessa forma, como de costume, separamos uma lista completa dos seus livros e garantimos que você ficará maravilhado, assim como nós ficamos.


A máfia dos bombardeiros

Antes da Segunda Guerra Mundial, muitos militares não acreditavam que o avião pudesse mudar os rumos de um conflito.

Mas uma turma de aviadores idealistas, a Máfia dos Bombardeiros, levantou a questão: “E se o bombardeio de precisão destruísse pontos vitais na posição do inimigo e ainda tornasse a guerra menos letal?”

Quando essa nova crença no poder aéreo é posta à prova, os resultados são muito diferentes do esperado. Mas a Máfia mantém sua convicção e a leva às últimas consequências na guerra no Pacífico.

O general Haywood Hansell insiste na estratégia do bombardeio de precisão em seus ataques ao Japão, mas uma série de contratempos leva o alto comando a substituí-lo pelo general Curtis LeMay.

De um pragmatismo brutal e avesso a idealismos, ele ordena o cancelamento do plano de lançar bombas certeiras. Da mente de LeMay nasce o ataque que custou a vida de mais de 100 mil civis japoneses.

O bombardeio incendiário arrasou Tóquio, mas acelerou a rendição do Japão e talvez tenha poupado centenas de milhares de vidas ao evitar a invasão do país pelos americanos. Será mesmo que valeu a pena?

Falando com estranhos

O QUE DEVERÍAMOS SABER SOBRE AS PESSOAS QUE NÃO CONHECEMOS.

Ao apontar como nossas ideias preconcebidas afetam nossas interações com os outros, Malcolm Gladwell, autor dos best-sellers Fora de série, O ponto da virada, escreveu um guia valioso para tempos de intolerância e crise.

Como Fidel Castro conseguiu enganar a CIA durante décadas? Por que Neville Chamberlain pensou que podia confiar em Hitler? Por que os casos de ataques sexuais nas universidades estão crescendo?

Neste livro, Malcolm Gladwell apresenta uma análise surpreendente da maneira como interagimos com as pessoas que não conhecemos – e questiona por que tantas vezes fazemos julgamentos equivocados em relação a elas.

Existe algo muito errado com as estratégias que usamos para interpretar os outros. Por não sabermos falar com estranhos, abrimos a porta para conflitos e mal-entendidos, às vezes com consequências catastróficas.

Em Falando com estranhos, você lerá sobre uma espiã que passou anos nos mais altos níveis do Pentágono sem ser detectada, sobre o homem que derrubou o gestor de fundos Bernie Madoff, sobre o suicídio da poeta Sylvia Plath e várias outras histórias intrigantes.

Davi e Golias

Há três mil anos, num campo de batalha na antiga Palestina, um jovem pastor derrubou um poderoso guerreiro com apenas uma pedra e uma funda, e desde então os nomes Davi e Golias simbolizaram as batalhas entre os mais fracos e os gigantes. A vitória de Davi foi improvável e milagrosa. Ele não deveria ter ganhado. Ou deveria?

Em Davi e Golias, Malcolm Gladwell desafia nossas crenças sobre obstáculos e desvantagens, oferecendo uma interpretação nova do que significa ser discriminado, enfrentar uma deficiência, perder pai ou mãe, frequentar uma faculdade medíocre ou sofrer uma série de outros aparentes reveses.

Gladwell começa pela história real do que ocorreu entre o gigante e o jovem pastor tantos anos atrás e prova como, de fato, era Davi o grande favorito. Em seguida, com sua habilidade característica para contar boas histórias e envolver o leitor, ele narra importantes acontecimentos na vida de anônimos e famosos, introduzindo conceitos que nos levam a ver o favoritismo com outros olhos.

O autor examina o conflito religioso na Irlanda do Norte, a reação dos londrinos aos bombardeios alemães na Segunda Guerra, a mente de pesquisadores do câncer e líderes negros dos direitos civis, os assassinatos e o alto custo da vingança, e a dinâmica das salas de aula que obtêm bons e maus resultados – tudo isso com o intuito de demonstrar que muita coisa bela e importante no mundo surge do que pode ser visto inicialmente como sofrimento e adversidade.

Na tradição dos sucessos anteriores de Gladwell, Davi e Golias lança mão da história, da psicologia e de uma narrativa poderosa para abalar e reformular nosso pensamento sobre o mundo à nossa volta.

O que Se Passa na Cabeça dos Cachorros

Nos últimos anos, Malcolm Gladwell publicou três livros que mudaram radicalmente o modo como compreendemos o comportamento humano e o mundo à nossa volta.

Autor de O ponto da virada, Fora de série e Blink, ele acredita que o sucesso de um texto não deve ser medido por seu poder de persuasão, mas por sua capacidade de nos fazer pensar, de nos dar um vislumbre de como funciona a mente de outras pessoas.

O que se passa na cabeça dos cachorros reúne os melhores artigos publicados desde 1996 na sua coluna na revista The New Yorker. São tentativas de entender o ponto de vista do outro, tão importante quanto o nosso em qualquer comunicação.

Neste livro, Gladwell investiga as razões por trás de enigmas e mistérios, como por que John Kennedy Jr. perdeu o controle do seu jatinho, como o governo Bush foi induzido a acreditar que Saddam Hussein escondia armas de destruição em massa ou por que é certo que ocorram outros acidentes espaciais graves como o do Challenger.

O mexicano César Millan apresentador do programa de TV O encantador de cães, é o destaque do artigo que dá nome on livros. Ele consegue acalmar o mais feroz e agitado animal com um toque das mãos. O que Millan pensa ao fazer isso? Mas a questão que iremos desvendar vai além: o que o cachorro pensa quando interage com Millan?

Além de estudar casos célebres, Gladwell também nos surpreende ao dissecar situações envolvendo pessoas que não são famosas nem poderosas, como as redatoras de comerciais da L'Oréal e da Clairol que mudaram a história da mulher no século XX e o investidor que faz fortuna apostando na inevitabilidade do desastre.

Com sua curiosidade incansável e uma incrível capacidade de encontrar uma história interessante nas coisas aparentemente mais banais da experiência humana, Malcolm Gladwell nos envolve em suas descobertas e abre nossos olhos para outras possibilidades e novas formas de ver o mundo, as pessoas e – por que não – os cachorros.

Fora de série - Outliers

O que torna algumas pessoas capazes de atingir um sucesso tão extraordinário e peculiar a ponto de serem chamadas de "fora de série"?

Costumamos acreditar que trajetórias excepcionais, como a dos gênios que revolucionaram o mundo dos negócios, das artes, das ciências e dos esportes, devem-se unicamente ao talento. Mas neste livro você verá que o universo das personalidades brilhantes esconde uma lógica muito mais fascinante e complexa do que aparenta.

Baseando-se na história de celebridades como Bill Gates, os Beatles e Mozart, Malcolm Gladwell mostra que ninguém "se faz sozinho". Todos os que se destacam por uma atuação fenomenal são, invariavelmente, pessoas que se beneficiaram de oportunidades incríveis, vantagens ocultas e heranças culturais. Tiveram a chance de aprender, trabalhar duro e interagir com o mundo de uma forma singular. Esses são os indivíduos fora de série – os outliers.

Para Gladwell, mais importante do que entender como são essas pessoas é saber qual é sua cultura, a época em que nasceram, quem são seus amigos, sua família e o local de origem de seus antepassados, pois tudo isso exerce um impacto fundamental no padrão de qualidade das realizações humanas. E ele menciona a história de sua própria família como exemplo disso.

Aqui você saberá também de que maneira os legados culturais explicam questões interessantes, como o espantoso domínio que os asiáticos têm da matemática e o fato de o número de acidentes aéreos ser significativamente mais alto nos países onde as pessoas se encontram a uma distância muito grande do poder.

Blink - A decisão num piscar de olhos

Por que algumas pessoas são brilhantes ao tomar decisões e outras são incapazes de fazer a escolha certa? Por que algumas são bem-sucedidas ao seguir sua intuição enquanto outras se deixam levar por preconceitos e cometem grandes erros? Como nosso cérebro funciona no trabalho, na sala de aula, na cozinha e na cama?

Baseado em fundamentos científicos, Blink é um livro sobre como podemos julgar, decidir e fazer escolhas sem refletir muito a respeito. Para explicar o conceito, Malcolm Gladwell apresenta histórias impressionantes, como o caso do especialista em arte que, num único relance, descobriu que uma escultura comprada por uma fortuna pelo Museu Getty era uma falsificação; o produtor que percebeu todo o potencial de Tom Hanks no instante em que o conheceu; o psicólogo que, só de observar um casal conversar por apenas alguns minutos, consegue prever quanto tempo vai durar aquele relacionamento; entre outras.

Blink revela que, para tomar uma grande decisão, não é necessário processar mais informações ou deliberar por mais tempo, e sim desenvolver a arte de filtrar, a partir de inúmeras variáveis, as poucas informações que realmente importam.

O ponto da virada - The Tipping Point

Você já ficou intrigado pensando no que faz com que um produto, um serviço ou mesmo atitudes virem moda da noite para o dia? Já imaginou que tipo de mudança faz, por exemplo, com que livros desconhecidos se transformem em best-sellers? Ou o que explica o aumento do consumo de cigarros entre os adolescentes, apesar da campanha antitabagista?

Nesse livro − que já vendeu mais de 5 milhões de exemplares em todo o mundo e está há mais de 200 semanas a lista de best-sellers do New York Times − Malcolm Gladwell apresenta uma maneira instigante e original de entender fenômenos sociais desse tipo: vê-los como epidemias.

"Idéias, produtos, mensagens e comportamentos se espalham como vírus", diz o autor. E o momento decisivo em que essas novidades se alastram − ou se acabam − é o que ele chama de o Ponto da Virada. Esse instante crítico surge com mudanças que, embora pequenas, surtem um efeito extraordinário.

Mas nem sempre as novidades contagiantes são benéficas. Basta pensar na epidemia de suicídios que arrebatou adolescentes da Micronésia por uma década depois que um jovem rico e carismático tirou a própria vida.

Partindo dessa tremenda influência que sofremos do meio, Gladwell pergunta: por que então algumas epidemias que poderiam ser "boas" não emplacam, como é o caso da campanha antitabagista entre os jovens?

Sua resposta é que as pessoas podem transformar radicalmente seus comportamentos ou suas crenças, desde que estejam diante do estímulo certo. E aqui ele nos mostra como identificar e até construir esses estímulos.

Gostou do conteúdo deste post? Leia mais através dos links abaixo.